Coralius abastece navio com GNL no meio do mar

por Redação | Iris Sant'Anna

13/10/2017

O navio de abastecimento Coralius, da Skangas, procedeu ao primeiro abastecimento de GNL em alto mar com operação de arrefecimento de tanques

Imprimir
Coralius
 

O navio de abastecimento Coralius, da Skangas, procedeu ao primeiro abastecimento de gás natural liquefeito (GNL) a um navio em alto mar com operação de arrefecimento dos tanques receptores, refere o Maritime Executive. A operação decorreu numa viagem entre a Suécia e a Europa do Sul e incidiu sobre o navio Navigator Aurora, o maior cargueiro de etano e etileno do mundo, fretado pela Borealis.

A operação demorou menos de 24 horas, envolveu o abastecimento de pouco menos de 500 toneladas de GNL, foi considerada bem-sucedida e constituiu um marco histórico na indústria marítima, na medida em que serviu para provar que se uma operação destas, ou seja, realizada num percurso entre portos, for bem planeada, pode ser eficiente e segura.

Recorde-se que passar do uso de óleo diesel para GNL implica o arrefecimento dos tanques do navio receptor da temperatura ambiente para 160 graus negativos. No caso do Navigator Aurora, o seu design permite que o navio pré-arrefeça os seus tanques de combustível antes do lançamento do spray de GNL, reduzindo consideravelmente o período de arrefecimento.

 

Fonte: Jornal da Economia do Mar

 

COMENTÁRIOS

Assine nossa newsletter